Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Lisboa dos amores ...

Lisboa tem em mim um sentido agridoce …

Guarda memórias que sem dúvida alguma não são minhas, nem tão pouco se aproximam de mim e nem tão pouco fazem parte das minhas estórias mais remotas …

Não sei porque sinto essas reminiscências em cada passo que dou pelas ruas estreitas entre a Mouraria e Castelo, penso que as memórias e as estórias estão sentadas na beiras das casas antigas à espera que alguém as olhe, que alguém as pegue, que as envolva numa vida atual…

E eu sou esse alguém, sou uma apaixonada por estórias esquecidas que foram ficando abandonadas por entre os tuc-tuc dos turistas que ficam deslumbrados por uma Lisboa encantada e a modernidade dos tempos contemporâneos que não extinguiu o antigamente.

IMG_9801 (2).JPG

IMG_9818 (2).JPG

IMG_9838 (2).JPG

IMG_9765 (2).JPG

IMG_9842 (2).JPG

IMG_9876 (2).JPG

IMG_9862 (2).JPG

IMG_9928 (2).JPG

 

 

 

6 comentários

Comentar post