Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

ando a ler ... (o diario de alguém)

 

Querido Amigo!
Realmente tem sempre de haver um primeiro dia para o resto das nossas vidas …
Se  esse tão famoso dia (imortalizado pelo meu muito querido Sérgio Godinho), foi no sábado (ultimo dia em que te escrevi) isso agora eu já não sei.
Puramente sei uma coisa, e sei porque a sinto, alias, sinto muitas coisas a acontecer …
E apesar de eu ainda não ter escrito o nome dele, é “ele” que habita os meus pensamentos, é “ele” que vive no mais fundo do meu ser!
Como isto é possível?
Só encontro uma explicação, a minha extrema (e por vezes inútil) necessidade de acreditar!
Sim, ter alguém em quem possa atribuir os meus sonhos, a quem posso colocar as minhas esperanças. Os meus sonhos, esses tantas vezes insensatos.
Todavia, bem que poderia ter escolhido alguém um pouco melhor, pelo menos que não me tivesse feito tanto mal … ai ai Deus !!!
O amor tem de ter um rosto, e neste momento tem o teu, nada mais posso fazer …
(existe quem lhe chame muitas coisas …)
A minha imaginação é mais forte que eu – chego tantas vezes ao estado de loucura.
Que tola sou, ao pensar que estou curada de ti.
Um beijo
Ate a uma próxima
 

5 comentários

Comentar post