Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

meditações enquanto não toca o despertador ...

As amanhãs estão a começar mais devagar, desde que as andorinhas fizeram as malas rumo ao sul e nos deixaram aqui com o Outuno fresquinho. Desde de então, tudo ganhou um ritmo mais lento, seja o sol que se demora mais a subir a serra, quer seja os bichos que se deixam ficar no ninho enrolados prolongando a preguiça por mais cinco minutos.

Aqui pelo jardim, andam quatro pássaros malucos em animadas discussões de um piu piu barulhento e irritante, quem esta de olho neles é Chico, o gato que de tempos a tempos com enorme esforço faz um pequena corrida para mandar os ditos pássaro embora e assim dar continuidade à sua missão de nada fazer e simplesmente ser ... !!!

Os pássaros levantam voo e vão para cima do telhado da vizinha Adelaide dar continuidade as conversas sonoras!!! Devem ser eles que tem a missão de acordar a bichadara e as arvores que também ainda não se deram conta que o dia esta a começar...!!!

Um dos pássaros despertadores, esta aqui à minha beira, olha-me com admiração tenta perceber se sou bicho ou arvore ... Um dia vou ser pássaro, por agora sou escritora, imaginado como será ter o trabalho diário de ser pássaro de assa preta barulhento e feliz ...

Confesso que só me falta a dita assa preta, porque barulhenta já sou o sou e a felicidade é um posto que à muito conquistei!!! Também é simples, quando se acordar as 6h30 para meditar e observar as conversas dos bichos a felicidade só pode ser um posto adquirido!!!

III mindfulness com cliques ...(uauuuu)

12071331_10153684331769583_981342462_n (2).jpg

 

 

 

Tudo em Sintra é divino não há cantinho que não seja um poema, escreveu Eça de Queirós …

 

Convidamos-te a participar neste evento de Mindfulness com cliques que nos irá levar a todos por caminhos já vistos mas ate aqui ainda não olhados ….

Temos encontro marcado dia 25 de Outubro em Sintra com os poemas do amigo Eça, com as ninfas dos poetas que por lá passaram, com as estórias deste de outros tempos rubricados nos edifícios, e nos rostos das gentes que por nos passam sós mas deixam em nos, um vivencia do Aqui e do Agora.

A proposta mantem-se neste III Mindfulness com Cliques, pedimos-te que olhes para o que te rodeia com olhar de principiante, sem classificações, ou juízos de valores olha com olhos de criança, maravilha-te com as grandeza das pequenas coisas e a simplicidade das grandes coisas, faz o clique e respira, olha e vê, e vê como a realidade pode ter varias perspetivas, vais sentir o fresco da manhã a saudar-te, vais ouvir as falas das pessoas nas ruas, ver os bichos que ficam parados a olhar para ti e vais maravilhar-te com esta experiência de Wherever You Go There You Are (kabat zinn)…

Trás a tua máquina, junta-te a nós e fotógrafa, olha com sentido, com querer, com vontade e com atenção plena …. !!!

 

 No início a Ana irá fazer uma breve abordagem ao Mindfulness e à meditação e terás as dicas fotográficas da Patrícia, de como aproveitares melhores a tua máquina fotográfica …

O contributo para este evento é de 10euros com oferta de um lanche no bonito Café Saudade em Sintra

Inscreve-te: mindfulnesscomclikes@gmail.com

 

 

 

meditações matinais ...

Ainda com o frio matinal a bater-me no rosto te digo bom dia ...
Hoje tive o presente da companhia desta lua que aqui na foto parece pequena mas ao vivo é gigante... !!! Junto a ela estão duas estrelas perfeitamente alinhadas, grandes e brilhantes, penso que só podem ser as mesmas estrelas que mostraram o caminho aos reis magnos para chegar até ao menino jesus ...!!! 
E para completar este cenário matinal vi a ultima estrela cadente da noite ... Aqui mesmo junto à minha cabeça passou ela a correr que mais parecia um relâmpago, tive de me desviar para a esquerda, por pouco não me batia na cabeça deixando-me com enorme galo antes das sete e das gentes e dos bicho acordarem!!! 

Estas manhãs já estão diferentes, o sol esta mais demorado e as arvores mais arrepiadas com a aragem que as envolve, só os doidos dos pássaros continuam na sua azafama habitual voando de um lado para o outro como se o verão estivesse para chegar... 

Medito, e amo-te aqui e agora.

12064507_10153670895844583_2049442955_n.jpg