Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Sábados de manhã ...

Andava eu a pensar que o melhor estava para vir,

Quando esse melhor chegou aqui e agora mesmo debaixo da ponta do meu nariz …

 

A vida é bastante engraçada, bastante boa e bastante feliz …

 

A minha a vida sabe a sushi a tarde e más horas, acompanhado por um vinho branco fabuloso,

E a leituras de palavras escritas num outro seculo acompanhadas de aguarelas que me encantam de tanta beleza e pureza, delicia-me a cor suave e o  vocábulo amoroso ...

 

Um cesto (completo) de cerejas ...

O cesto de cerejas está completo, coube noventa e quatro cerejas ...

(e todas elas muito bem vividas)

Abri a janela, olhei a rua e seguindo o pensamento das crianças, hoje o céu ganhou uma nova estrela!!!

Uma estrela ou uma cereja, pois não acredito que Francisco Castro Rodrigues siga as regras …

Logo, ele que toda a vida lutou pela liberdade, igualdade e fraternidade entre todos, num tempo onde o tempo era guardado por homens que não comiam cerejas …

Com a partida destas figuras soberbas que combateram a tirania dos que governavam quem agora nos vai defender das atrocidades desta vida?  

Francisco Castro Rodrigues, era o último resistente …

Agora estamos entregues a nós mesmos!!!

Temos os testemunhos, as lembranças, as memorias, agora temos que nos colocar na linha da frente afinal “estamos cá”

“O meu pai uma vez zangou-se comigo e disse-me: “Tu estás cá por favor!” FCR 

 

Francisco Castro Rodrigues