Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

A partilha aqui partilhada

Partilhar é gostar muito dos amigos” diz a Carolina na vésperas do seu quinto aniversario. Eu, com os meus muito mais anos no bolso, fico mais cautelosa quanto a uma resposta. Será assim tão difícil responder a algo tão simples? Ao fim de umas duas horas de rascunhos, e pensamentos soltos a vaguear pelo papel e pela cabeça, apercebo-me que isto de ser “adulto grande” é terrivelmente condicionante e em vez de vivermos a vida de uma forma simples e tranquila (tal e qual como a Carolina) fazemos perguntas e debatemos respostas enquanto o tempo passa mesmo ao nossa lado, (o tempo e a vida). Então, deixando as filosofias e coisas como tais, vou fazer de conta que tenho cinco anos e aqui fica minha resposta… Partilhar é quando as minhas primas me emprestam as bonecas e as roupinhas; É quando vamos roubar fruta à quinta e os meninos maiores sobem mais alto nas árvores e atiram cá para baixo a melhor fruta; É fazer piqueniques; É ficar mais apertado no autocarro para outra pessoa se sentar; É fazer bolos, é descascar ervilhas no quintal com os vizinhos; É quando o meu pai me vai buscar à escola e dá boleia ás minhas amigas; Só tenho cinco anos e sei estas coisas todas, sei que partilhar tem como consequência brincar mais tempo e ter muitos amigos … Voltando aos meus trinta e muitos anos, sentada nesta cadeira castanha a ouvir os pássaros lá fora, com a serra da Arrábida mesmo à minha frente digo-vos que como adultos partilhamos muitas coisas (especialmente no facebook) mas nem sempre essas mesmas coisas são sentidas lá no fundo da alma, e muitas vezes esquecemos do essencial, esquecemos de nós, de partilhar connosco o ser que somos, sem capas, sem mascaras, sem aparências … Por isso a minha proposta passa por responderem como se tivessem cinco anos. E também partilharem o vosso ser convosco!