Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

...

Tenho tanto ainda que aprender...

(os domingos são assim ... dias que constam no calendário e me fazem chorar)

segunda feira de arrumações

Nem sempre faz sentido e nem sempre compreendo ...


Aprendi, a aceitar!!! 


Pode ser que um dia me canse de aceitar e pode ser que um dia faça sentido e ate pode ser que um dia compreenda. 


Até esse momento chegar continuará a não fazer sentido a ser algo incompreensível mas aceite. 


Vou fazendo aquilo que melhor sei: viver, andar em frente e amar.

19, Março



Ora porque hoje é dia 19, eu e o meu pai cantámos em versão karaoke esta música, acompanhados de um belo vinho Serras de Azeitão (clarooooo) !!! Ainda estou meio atordoada, não sei se sobre o efeito do vinho ou da música :/

...

Amiga : Todo o ser humano é solitário certo? Eu estou habituada a ter alguém à minha beira, mas não deixo de estar só, doi! Fico triste!!! E isso tenho de saber ultrapassar , tenho de sentir-me bem sendo só uma!!! E não esperar por alguém que me faça companhia para isso ou para aquilo! Nos vivemos como uma metade de nos próprio.


Eu : Não poderia explicar o meu sentimento de melhor forma! E hoje vou escrever no blogue esta tua mensagem :) agora diz-me amiga: o que fazemos? 


Amiga: Não faço a mímina idéia :O/


Eu: hehe!!! ufaaaa, já estou mais descansada é que eu também não.


Amiga : Lol


Eu: Pensava que estava sozinha no mundo, assim já somos duas!!!


Amiga: (...) nem todos tem a capacidade para chegar a este pensamento complexo, mas se calhar são mais felizes


Eu: Acredita, muito mais muito mais felizes 


Amiga: :(


Eu: Quem nos manda a nos sermos iluminadas?


Amiga: Sò tu !!! Meus deus só tu  


Eu: Ha pois é ...

...

Posso ser muita coisa (e acredita que sou, realmente, muita coisa nem sempre coisas boas)

Mas estupida e burra não faz parte dessa lista.

(ás vezes, era preferível o ser, então tendo em conta que a minha formação de base é artes, finjo a mais profunda estupidez humana juntamente com a mais pura burrice feminina)

Atenção: Finjo !!!

 

E como diria o poeta "finjo tão completamente" que é necessário um par de estalos para me trazer de volta a mim.  

 

sobre o dia de hoje

“(...) o medo foi, afinal, o mestre que mais me fez desaprender. Quando deixei a minha casa natal, uma invisível mão roubava-me a coragem de viver e a audácia de ser eu mesmo. No horizonte, vislumbravam-se mais muros do que estradas. Nessa altura, algo me sugeriu o seguinte: que há neste mundo mais medo de coisas más do que coisas más propriamente ditas (...) há neste mundo mais medo de coisas más que coisas más propriamente ditas (...) para fabricar armas é necessário fabricar inimigos, para produzir inimigos é imperioso inventar fantasmas (…) em pleno século XXI um de cada seis seres humanos passa fome, o custo para superar a fome mundial seria uma fracção muita pequena do que se gasta em armamento, a fome será sem dúvida a maior forma de insegurança do nosso tempo (…) há quem tenha medo que o medo acabe.

Mia Couto


Quando penso em revoluções, Nelson Mandela surge em grande plano nos meus pensamentos.Manifestações são atos fora de nos, a liberdade ( a verdadeira e única liberdade) está dentro de cada um, e está lá no fundo bem fundo de cada ser. É preciso muita coragem para a ir buscar, porque a partir dai, somos responsáveis pelas nossas ações, pelas nossas atitudes, e tal dá um intenso trabalho, porque é sempre mais fácil culpar o outro pelas nossas "desgraças"

Esta "cena" de sair para a rua serve para mostrar "eu estou aqui". Tal como um bebe quando chora por atenção, se é importante? Claro que sim, importantíssimo tal como o bebe, também nos em protestos marcarmos a nossa posição no mundo, reflete o eu penso isto e eu sou isto. Mas só quem é realmente livre pode defender esta posição de liberdade...

Tu dizes muitas vezes que o medo é o contrario de amor, não sei, o medo será mais o opositor da liberdade, contudo, liberdade é amor!!!  Hummm, melhor parar por aqui ... ainda é cedo para filosofias e o dia hoje é grande.


 

 Mas hoje é igualmente dia de luta e quando mais logo estiver nas ruas irei gritar tanto que a minha voz irá fazer parte das estórias da Lisboa menina e moça que vê estas coisas de gentes com a naturalidade habitual das grandes cidades míticas.