Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Gosto de datas ...

"Sentir é criar. Sentir é pensar sem ideias, e por isso sentir é compreender, visto que o universo não tem ideias" 


Fernando Pessoa, o homem que morreu faz hoje 77 anos!!! Homem não, desculpe, Génio ...

(Homens e mulheres somos nós que andamos aqui aos tombos a tentar perceber as pequenas coisas do dia a dia, divagando entre a loucura e a sanidade!!!)  

Dias que ficam marcados no calendário ...

Descobri  hoje, que amo os filhos dos meus amigos,


Porque eles são pedaços desses amigos que tanto me fazem bem, são continuidade de pessoas que muito amo e muito respeito.


É como redobrar o tamanho dos amigos!!!


Amo os filhos dos meus amigos, porque seria impossível não os amar, pedaços dos meus companheiros desta viagem maravilhosa: Vida…

...

 

Descobri que quando um pescador morre volta sempre em forma de gaivota!

Ou em forma de peixe ou de barco ou até mesmo em forma de grão de areia …

Volta sempre para estar perto do que mais ama: O Mar !!!


pensamento de uma amiga ....

Se investimos no trabalho, investimos na bolsa, investimos na saúde, investimos em investimentos a longo e a curto prazo, investimos no carro, na casa, na mota, na bicicleta e ate na máquina fotográfica, porque não, mas porque não mesmo, utilizar a palavra investir para investirmos numa relação?


E por favor, por amor da santa, não lhe chamem expetativa(s) …


Pois tal palavra dá-me náuseas, querer ser feliz nunca será uma expetativa, um capricho ou um desejo tolo. Ser feliz é um caminho sem designação que incute em si a própria felicidade.  


Quantos investimentos nas nossas vidas são a fundo perdido? E quantas vezes (na nossa sábia função de sermos homo sapiens sapiens) não somos mesmo nos, esse fundo perdido? (umas vezes sem sabermos, outras vezes a fazer de conta que não nos apercebemos de tal)


Quando não se investe, (seja em que área for) só existe um fim; a bancarrota!!!

nova prova dos nove !!!!

Os fins de semanas desde de uns tempos para cá tornaram-se… (não sei explicar)

Estou-me a encher de coragem para lutar (e de vinho tinto para acalmar) para conseguir eu levantar a cabeça e prosseguir o caminho…

Tudo vai correr bem (não tenho outra alternativa)

Do you want the true?

Quando a verdade nos é confessada, mesmo aquela verdade que já era nossa companheira, mas decorávamos com efeitos muitas vezes baratos e com muitas desculpas á mistura, numa tentativa obstinada de atenuar os danos causados pela tomada oficial de consciência de que tal verdade é como, ou melhor dizendo, é um engenho explosivo ( tic tac tic tac …) que  se desencadeia  dentro de nós. Acabam então as decorações, as absolvições e ate as segunda hipóteses do “e se” …   O vazio que ate então era conhecido, fica ainda mais vazio, e o infinito torna-se muito mais infinito.


A verdade tem a soberania de libertar a nossa imaginação…


E uma imaginação descontrolada pode causar vários estragos em todas as direções que possamos olhar…


"Do you want the true? you can't handle the truth" in Classic Movie Line