Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

I was never crazy on my own...

Crazy !!! Sempre ...

Pois acredito piedosamente , não direi religiosamente , não querendo ofender a sensibilidade de ninguém, que só os loucos são felizes!

Só eles têm a destreza sub-humana de fazer o que verdadeiramente querem ...

Não se regem por normas, 

Nem valores,

Nem por pensamentos pré-fabricados de devotos pensadores que nunca souberam realmente onde encontrar a essência da felicidade humana.

Hoje, chamaram-me de doida! tenho estado a pensar nisso ... pensar a seria, como deve fazer alguém que não é designado de tal ... não cheguei a nenhuma conclusão , abrir varias vezes a boca de tanto sono,  comecei a sentir-me estupidamente racional, decidi então, perder-me em musicas tragicamente românticas ...

E aqui estou eu, mais doida do que nunca ...

Esperando pelas ferias ...

E que as musicas românticas deixem de ser trágicas !!!

This is the closest thing to crazy I have ever been

Ainda sonho!

Mesmo que seja por breves instantes ..

(pois, não tenho tempo para mais)

Continuo a acreditar que eles, os meus sonhos, são a melhor parte de mim...

Principalmente, aqueles que estão catalogados como impossíveis !!! Pois, dão-me vontade de continuar em frente.

Aconteçeu algo estranho no outro dia,

De manha quando me levantei ( sempre a muito custo, como é habito) todos os meus sonhos, estavam espalhados pela cama, é tão engraçado ver os nossos sonhos adormecidos ... tornam-se tão frágeis e inofensivos! Estive mesmo a agarrar o Monte Carlo , quando o Tibete abrir um olho e fez suar o alarme ... no fremisse repentino,  voltaram todos para dentro de mim! Para o 2º andar da minha imaginação...

Não esqueçer ...

Pensamento ...

O pico parece furar o céu

e o caminho que leva ao cume

chama-se perseverança .

Provérbio Japonês

Saber esperar, nesta época de corre corre ..

Saber parar, saber ouvir ...

É o grande desafio dos nossos tempos!