Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

18 - El movimeiento del educado

Ainda o galo estava a dormitar na capoeira e gato amarelo cá de casa se enrolava nas mantas fazendo de conta que o dia ainda estava longe de acontecer, já eu estava nas minhas leituras diárias. Hoje sobre o movimento do educador. Mas o que é isso do movimento do educador de infância, matutei eu, que coisa mais estranha essa, nós temos um movimento, (pensei eu), e se o temos qual seria o meu?

Comecei inicialmente a fazer uma revisão aos meus dias passados na Casa do Castelo, e de uma forma muito natural comecei a fazer uma retrospectiva da minha prática pedagógica que já conta com 17 anos de experiência. Pensei que através nesse olhar para trás, para um passado não muito longínquo, eu pudesse encontrar o tal movimento. Descobri muita coisa que me deixou emocionada, lembranças dos anos de aprendizagens, de lutas, de conquistas, da aquisição de muitos conhecimentos e deparei-me com a minha mudança pessoal, com a escolha que fiz em ser feliz e como trabalhei/trabalho nesse sentido todos os dias.

Dei de caras com todos os obstáculos que colidiram com os meus sonhos e como tantas vezes pensei em desistir, (muitas vezes mesmo, acreditem em mim). Havia dias em que somente queria deixar-me levar pela corrente da banalidade, ser somente mais uma educadora a fazer trabalhos pré-fabricados para pendurar no placar e organizar festinha com os respectivos presentes e espetáculos de animação. Mas nunca consegui deixar-me ir nessa pasmaceira de ser,  da falta de originalidade e nem tão pouco de me calar ou de oferecer um ensino que não fosse capaz (verdadeiramente) de cimentar os valores sociais que permitissem às crianças serem pessoas felizes.

Ainda nesta demanda de encontrar o movimento específico do educador de infância, tomei consciência a de que a nossa vocação se estende para lá do nosso corpo, é atreves dos movimentos com que brindamos e amamos o mundo.

Educar é amar tanto o mundo que trabalhamos todos os dias com quem realmente poderá (futuramente) vir a fazer a diferença: as crianças.

Continuo a não saber qual é o meu movimento,

mas hoje apercebi-me do quanto gosto de observar a criança a ser livre …

 

f72745cd-a08f-4bf5-a03b-8e0b6a062c73.jpg

#lifeproject#behappy#happylife

#educaçãolivre#comunidadeeducativa

#criançapensa#associaçãocasadocastelo#pedagogiadoamor

#criançafeliz#hamaisamorqueoutracoisa