Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Querido pai natal ...

 Meu querido pai natal !!!

Já a alguns anos que não te escrevo, espero que consigas perdoar-me deste acto descuidado de descrença em ti...

Fizeram-me acreditar que tu não existias, fizeram-me crer que tu eras somente uma ideia tradicional infantil fora de moda mas com muito jeito para a área comercial…

Encheram-me de concepções publicitárias magicas, incríveis, fantásticas onde tu és a personagem principal que tudo vende a um preço asserível.

Iludiram-me que a coca-cola te tinha criado … acreditas nisto?

Assim, os anos foram passando, fazendo desta época mais uma época em que o território das vendas é alargado e eu fui crescendo sem sapatinho na chaminé ou sem borboletas no estômago na manha dia 25 de amanha … (muito mas muito cedo)

Não sei se te estas lembrado de mim, sou uma miúda que pediu uma boneca e uma televisão (de brincar claro) já a alguns anos. A ultima vez que te escrevi ainda existia o muro de Berlim e tenho duvidas que o homem tivesse chegado verdadeiramente a lua … os cabelos eram grandes e farfalhudos  (tanto de homem como de mulher), George Michael era Heterossexual, a Madona era virgem, Michael Jackson era de facto negro,  Bush filho andava na faculdade (bêbedo), cantava-se que se tinham de salvar o mundo e por cá (no nosso belo pais plantado a beira mar) ainda existia cravos espalhados, perdidos pelas ruas da bela Lisboa … (havia esperança)

Não te preocupes, não te irei pedir nenhuma prenda assim de última hora, sei que tens uma agenda abarrotada de encomendas, que tens de distribuir nessa tua volta ao mundo em bicos de pés de chaminé em chaminé … (não vá ninguém acordar e descobrir que afinal és mesmo real)

Resolvi fazer as pazes contigo este ano… Escrevo-te somente para te dizer Olá…

Que gosto de ti e é com muito gosto que abro o meu coração a tua crença, ao teu encantamento …

Manha a noite quando parares no lote 15 (aqui mesmo ao lado) pois vivem lá as manas, a Bruna e a Iara … olha só para a janela do meu quarto terá uma luzinha acesa, então saberás que estarei aqui a acreditar em ti…

Não ocupo mais o teu tempo, querido pai natal …

Ah, estava-me a esquecer dizer, o F. mandou recado, pediu-me para te dizer que se portou muito bem durante todo o ano, para não dar importância as más línguas que dizem o contrario … (tudo dor de cotovelo). O Chico gato também manda cumprimentos (já sabes como ele é, mete-se em tudo e mais alguma coisa) …

Eu digo, ate amanha aqui no telhado do vizinho …