Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

Fabuleux destin d'Ana

Não existe lugar para o acaso ...

...

O amor, não é de todo algo fácil …

Digo isto, não pelos intermináveis episódios de “sexo e cidade”  

Mas sim, porque amar obriga-me a soltar as amarras de todos os portos, ate então aqui, seguros!

 

“ primero estaba la mar … todo estaba oscuro.

No había, ni luna, ni gente, ni plantas.

La mar estaba en todas partes.”

 

É como o amor (está em todas as partes), fechamos os olhos, cortamos as cordas velhas e gastas dos medos e dos apegos, andamos por vezes a deriva num mar estranho …

Um dia deixamos o mar e descobrimos o oceano …

Então, tudo fará sentido!!! Tudo faz sentido!!! 

“Eu tinha que estar aqui, fazia parte do plano, estava orquestrado desde dos inícios dos tempos, eu tinha que estar aqui, para saber o que é isso de Amar” 

 

 

2 comentários

Comentar post